O que é a Massa de Argamassa?
  • Wagner Ferragens Responde...

    É a mistura de cimento, água e areia em alguns casos, de um outro material ( cal, saibro, barro, caulim, etc.).

  • Aplicação.:

    A mistura de cimento, areia e água é a base da massa usada na construção de casas e prédios. As argamassas, assim como o concreto, também são moles nas primeiras horas, e endurecem com o tempo, ganhando elevada resistência e durabilidade. A argamassa depois de seca une definitivamente tijolos, blocos, pisos, ladrilhos, reveste paredes,cerâmicas e tacos, etc… Usada tambem para impermeabilizar superfícies, regularizar, (tapar buracos, eliminar ondulações, nivelar e aprumar) paredes, pisos e tetos. Dar acabamento às superfícies (liso, áspero, rugoso, etc.). As misturas dos diversos ingredientes os pedreiros chamam de “traço”.

  • Classificação das argamassas

    AC-l (INTERIOR):
    Argamassa com características de resistência às solicitações mecânicas e termohigrométricas típicas de revestimentos internos, com exceção daqueles aplicados em saunas, churrasqueiras, estufas e outros revestimentos especiais.
    AC-II (EXTERIOR): Argamassas com características de adesividade que permitem absorver os esforços existentes em revestimentos de pisos e paredes externas decorrentes de ciclos de flutuação térmica e higrométrica, da ação da chuva e/ou vento, da ação de cargas como as decorrentes do movimento de pedestres em áreas públicas e de máquinas ou equipamentos leves sobre rodízios não metálicos.
    AC- III (ALTA RESISTÊNCIA): Argamassa que apresenta propriedades de modo a resistir a altas tensões de cisalhamento nas interfaces substrato/adesivo e placa cerâmica/adesivo, juntamente com uma aderência superior entre as interfaces em relação às argamassas dos tipos I e II: é especialmente indicada para uso em fachadas que durante o assentamento não estejam submetidas à insolação direta, em saunas, em piscinas e em ambientes similares
    AC-III-E (ESPECIAL): Argamassa que atende aos requisitos dos tipos I e II, com tempo em aberto estendido. Especialmente indicada para fachadas que durante o assentamento estejam submetidas à insolação direta.
    fonte: Guia para revestimentos ceramicos

Cimento.:
  • Características, tipos e armazenamento

    O cimento pode ser definido como um pó fino, com propriedades aglomerantes, aglutinantes ou ligantes, que endurece sob a ação de água.
    Na forma de concreto, torna-se uma pedra artificial, que pode ganhar formas e volumes, de acordo com as necessidades de cada obra.
    Graças a essas características, o concreto é o segundo material mais consumido pela humanidade, superado apenas pela água
    As principais matérias-primas do cimento são calcário, argila e gesso.
    A sua fabricação exige enormes instalações industriais, como um possante forno giratório que atinge temperaturas de 1.500 0C.

  • Qual é a validade do cimento?

    Atualmente, o cimento é vendido em sacos de 50 kg, 40 kg e 25 kg, que podem ser armazenados por cerca de 3 meses, desde que o local esteja fechado, coberto e seco.

  • Brita (pedra britada)

    britas 1, 2 e 3, pedrisco e pó de pedra.
    Pedra Marroada.
    Em construção
    A brita 3 é utilizada como lastro ferroviário; a brita 2 como agregado em grandes volumes de concreto e como brita classificada na formação de base e sub-base de pavimentos.
    Muito conhecida como pedra de lastro pois é constantemente utilizada em aterramentos e nivelamentos de áreas ferroviárias e drenos.
    A brita 1 constitui-se no produto mais nobre e é aplicada, essencialmente, em concretos esbeltos e bombeados
    É o produto mais utilizado pela construção civil, muito apropriado para fabricação de concreto para qualquer tipo de edificação de colunas, vigas e lajes assim como em diversas aplicações na construção de edificações de grande porte.
    O pedrisco e o pó são aplicados, basicamente, como matérias-primas de massas asfálticas.